Contact
Subscribe to our newsleter
Free Design Software
rfq rfq

FICHA TECNICA

  • Rio de Janeiro - RJ
  • Brasil
  • Arquiteto :
    Carla Juaçaba
    Estagiarias: Joana Ramalhete e Nina Lucena
  • 2007
  • Cliente :
    Particular
  • Engenharia :
    Pirajá A.S.dos Anjos
  • Construtora :
    D´Angeli Engenharia
  • Fotógrafo :
    Fran Parente
  • WWW

LINKS

Casa Varanda



Simplicidade e respeito à natureza caracterizam o projeto da Casa Varanda, da arquiteta carioca Carla Juaçaba, localizada na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ). Uma casa retangular e transparente, com paredes de vidro e estrutura de aço auto-patinável, suspensa 90 centímetros do solo, corta ao meio um terreno habitado por árvores centenárias e que termina em uma floresta.

Segundo a arquiteta, a implantação longitudinal no meio do terreno, ocupando a única clareira que havia, é o principal conceito do projeto. E a clarabóia que corta a cobertura da casa na mesma direção que a casa corta o terreno, reforça essa idéia.

As paredes de vidro permitem que o olhar atravesse a casa, dando a impressão de proximidade com a vegetação ao redor, totalmente preservada pela construção e que garante a privacidade da moradia. E a clarabóia presta sua homenagem à natureza, deixando o sol marcar nas paredes, diariamente, a passagem do tempo.

A estrutura de perfis de aço auto-patinável, chamado também de corten, foi soldada e montada em 15 dias. A opção pelo material, segundo Carla, é justificada pelo baixo custo; e a escolha pelo aço auto-patinável, definida pela sua resistência à corrosão, que nessa área é intensificada pela maresia. A estrutura de aço é aparente, no interior e exterior.

"A vantagem do aço é você poder dar as proporções que quer ao material. E o aço corten é anticorrosivo", comenta.

Grande varanda

O nome da casa é uma referência à sala de estar central, amplo vão entre paredes de alvenaria perpendiculares, que possui painéis que, quando abertos, transformam o ambiente numa grande varanda. O telhado, projetado 1,5 m além da parede de vidro, oferece proteção e enfatiza a sala-varanda.

A planta da casa é simétrica, com os quartos nas extremidades. As paredes de alvenaria foram dispostas transversalmente para não obstruir a visibilidade do terreno.

A cobertura é de telhas em aço com revestimento zinco-alumínio e formada por paíneis de aço com espuma de poliuretano no interior para garantir isolamento térmico e acústico.

As características geográficas da região, lodosa, abaixo da montanha e sujeita a inundações, foram a razão da suspensão do volume, nos oito pilares de aço, que se apóiam em estacas de concreto de 20 m de comprimento, profundas para garantir a estabilidade.

A Casa Varanda apresenta similaridades com outras residências de autoria da arquiteta, no Rio de Janeiro -, a Casatelier (2001) e a Casa Rio Bonito (2003) - como o uso de formas simples, amplos espaços, grandes aberturas e estruturas de aço e o cuidado em integrar a construção à natureza em seu entorno.

Powered by aware