Contact
Subscribe to our newsleter
Free Design Software
rfq rfq

FICHA TECNICA

  • Xangai
  • China
  • Arquiteto :
    KPF - Kohn Pedersen Fox
  • 2008
  • Cliente :
    Shanghai World Financial Center Co. - Mori Building Co., Ltd.
  • Engenharia :
    LERA - Leslie E. Robertson & Associates
  • Construtora :
    China State Construction Engineering Corporation e Shanghai Construction Group
  • Fotógrafo :
    ©Mori Building Co. Ltd.
  • WWW

LINKS

Shanghai World Financial Center



O arranha-céu Shangai World Financial Center, SWFC, em Xangai, China, ostenta 101 andares e é considerado, até junho de 2009, o edifício mais alto do mundo. Símbolo da prosperidade do comércio e da cultura chineses que evidenciam a emergência da cidade, o edifício tem 492 metros e nele está o andar mais alto ocupado no mundo, aos 474 metros, e, em seu topo, o observatório mais alto do mundo.

Localizado no distrito Pudong de Xangai, uma zona caracterizada pela vocação econômica e considerada, no início da década de 1990, como uma concentração de interesses internacionais, o edifício é uma verdadeira cidade vertical. Em seu interior estão espaços comerciais e de lazer, escritórios e serviços para conferências e o hotel mais alto do mundo (o Park Hyatt Shangai, que se encontra entre os andares 79 e 93).

A forma simples mas, ao mesmo tempo, de grande impacto é resultado da interseção de dois arcos perfilados e um prisma com uma base quadrada - formas que, na cultura chinesa, representam os antigos símbolos do paraíso e da terra. O desenho otimiza o bom funcionamento do edifício.

A fachada, estrutura e sistemas mecânicos estão fortemente integrados e organizados num conjunto modular que se repete em cada 13 andares. Esta solução facilita a instalação dos componentes e reduz o tempo de construção e o lixo gerado.

A característica mais ousada da obra é o largo portal de cerca de 50 metros – no topo da torre -, que alivia a enorme pressão do vento.

As estratégias da sustentabilidade do SWFC centraram-se na máxima redução da energia necessária para o edifício, desde a construção ao seu uso diário. Destaque também para os materiais e a racionalização da geometria do edifício.

O observatório mais alto do mundo

O Sky Walk, no alto do SWFC, é o mais alto espaço público construído do mundo. Posicionado no 100º andar da torre, a uma altura dei 474 metros, o observatório está destinado a ser um dos destinos turísticos mais espetaculares da China, oferecendo uma incomparável vista sobre a moderna Xangai.

Com sete andares, ocupa do andar 94º ao 100º do edifício. Dele se tem uma visão panorâmica da cidade, das estradas da zona e do rio Huangoou.

A estrutura e os materiais

A estrutura do arranha-céu é construída por um núcleo central em concreto e por um grande enquadramento de vigas e colunas de aço.

Pela primeira vez na China, os elementos de aço que compõem a estrutura de um edifício foram fabricados com um perfil específico: os perfis Jumbo (W14''x16''), com aço Histar® (ASTM A913-Grade 50) da ArcelorMittal. Por suas características técnicas, o Histar garante elevadas resistências e possibilidades de empregar, ao mesmo nível de desempenho do tradicional grau do aço, seções menores.

Ao todo, a obra consumiu mais de 13 mil toneladas de aço, das quais 10 mil toneladas eram do aço especial Histar®.

A relação entre terra e céu que o edifício sugere comporta um particular estudo dos materiais utilizados, dando uma continuidade à ideia do contraste dos elementos que não perdem a sua harmonia. A base da torre, revestida com um acabamento de granito, até uma altura de 24 metros, proporciona um sentido de estabilidade ancorando a torre ao solo.

Em oposição, o corpo principal da torre está revestido por uma parede de vidros que reflete o céu e dá uma sensação de leveza ao conjunto. O escritório de arquitetura KPF utilizou câmaras de vidro com um revestimento especial para satisfazer os mais altos padrões estéticos, ergonômicos e ambientais.

A segurança do edifício foi considerada, desde a primeira fase do projeto. Cada grupo de 12 andares possui um andar de segurança que pode ser utilizado como refúgio em caso de necessidade.

No que diz respeito à segurança em relação a incêndio, as saídas e a propagação de fogo e fumaça foram estudadas com graus de segurança maiores que os requisitos exigidos por lei. Simulações em computador determinaram algumas modificações no projeto original (largura das escadas, localização das saídas) para melhorar os tempos de saída do edifício.

Tratando-se de uma estrutura mista de aço e concreto, foi possível garantir, por meio de um projeto adequado, uma proteção otimizada em relação ao fogo e uma resistência ao impacto por toda a estrutura de aço.

Powered by aware