Contact
Subscribe to our newsleter
Free Design Software
rfq rfq

FICHA TECNICA

  • Sayo-cho - Hyogo
  • Japão
  • Arquiteto :
    Endo Shuhei
    Equipe: Kengo Sasamoto e Aya Umemoto
  • 2006 - 2008
  • Cliente :
    Hyogo Prefecture
  • Engenharia :
    Wood + RC + SRC + S
  • Fotógrafo :
    Yoshiharu Matsumura
  • WWW

LINKS

Bubbletecture H



Bubbletecture H é um centro de educação ambiental localizado na divisão administrativa de Hyogo, no Japão, construído em estrutura de madeira de cipreste japonês com cobertura de aço auto-patinável resistente à corrosão atmosférica.

Rodeado por uma floresta, num vale entre Osaka e Hiroshima, o edifício confunde-se com a natureza graças aos efeitos da cor do aço e ao telhado com vegetação (green-roof).

Este aço, que marca a construção com sua coloração e textura características e é descrito pelo arquiteto responsável, Endo Shuhei, como "aço resistente às variações atmosféricas", é fabricado pela ArcelorMittal como CST COR 400 e CST COR 500, sendo também conhecido como corten ou aço auto-patinável.

O criador fala da sua obra:

"O cliente manifestou o desejo de que todas as pessoas que visitassem o local, incluindo os habitantes de Hyogo, aumentassem o seu interesse pelas questões ambientais globais e experimentassem várias aproximações como o centro.

Por isso, pensamos em criar um novo espaço arquitetônico ambiental que pudesse ser o ponto de contacto com a natureza e com o ambiente, estabelecendo a palavra-chave "circulação" numa relação com a natureza.

O local fica numa escarpa do lado norte da floresta. Uma vez incorporadas no projeto todas as funções exigidas pelo cliente, a área e o volume necessários foram definidos de acordo com a função e a estrutura.

As duas funções foram dispostas em paralelo no terreno plano (a velha estrada da vila passava ali) que permanecera a um nível alto no local, sendo disposta uma outra que se projetava da escarpa ao mesmo nível das outras duas. Isto porque se considerou muito importante preservar a forma natural do terreno e minimizar a influência da construção no ambiente natural envolvente. A forma do edifício mostra a forma racional que liga estas três funções em termos de planta e corte.

Aço resistente às variações atmosféricas

Os troncos de madeira pouco espessos de cipreste japonês utilizados na estrutura foram escolhidos com a intenção de tornar essa estrutura leve, bem como padronizar e melhorar a produtividade na utilização da madeira.

A chapa de aço com 1,2 mm de espessura e elevada resistêmcia à ação do tempo é utilizada na parte exterior do telhado e no acabamento de paredes.

Além disso, tentamos esverdear parcialmente um telhado e a parede, aplicando um musgo, muito comum no local, que cresce com a umidade e que possui uma elevada retenção de água.

O material externo da obra – o aço - foi escolhido não apenas devido à inexistência de manutenção ou baixa manutenção, mas também pela qualidade de se confundir com a paisagem natural atingindo a expressão arquitetônica que se combina com o ambiente natural que altera e se desenvolve.

Da fundação à estrutura

Para a estrutura da parte inferior, foram realizadas 16 fundações profundas com 1,5 m de diâmetro. A parte do edifício que toca no terreno é em estrutura de concreto armado e integra a viga subterrânea, e a parte do edifício que se ergue do terreno é em estrutura mista, concreto e aço. São ligadas e integram a viga de fundação. A parte flutuante com viga subterrânea apoia-se na estrutura em concreto do edifício, que é também utilizada como depósito de água para combate a incêndio.

Para a superestrutura, a estrutura em treliça tridimensional de um andar que é feita de troncos de madeira de cedro japonês e os elementos metálicos pré-fabricados cobrem o espaço de um corpo. Esta treliça está montada nos três espaços do edifício principal. No terreno plano mais próximo (pátio) foi montado um conjunto de treliças com 2-3 troncos e peças de ligação, com ajuda de um guindaste e ligados manualmente.

Ambientes como a sala de espera e o escritório, que foram dispostos no espaço das treliças, são formados por uma parede de concreto e uma estrutura de aço."

por Endo Shuhei

Informação complementar

Área do Local: 5.000 m2
Área de construção: 968 m2
Área útil total: 995 m2
Período de construção
Construção: Novembro 2006 - Fevereiro 2008

Powered by aware