Contact
Subscribe to our newsleter
Free Design Software
rfq rfq

FICHA TECNICA

  • Alba
  • Itália
  • Arquitecto :
    Studio AS Architetti associati di E. Astegiano, R. Conti, F. Morgando
  • 2008
  • Promotora :
    AlbaPower S.p.A.
  • Engenharia :
    Progest S.r.l.
  • Constructora :
    Zoppoli & Pulcher S.p.A.
    Estruturas metálicas e revestimentos: Marzero S.a.s. Costruzioni in ferro
  • Fotógrafo :
    Laura Cantarella,Studio AS e Andrea Raffin

LINKS

Central elétrica AlbaPower



A nova central elétrica, construída pela Albapower S.p.A., produz energia e fornece calor para o aquecimento urbano da cidade de Alba, Itália.

A instalação é formada por uma turbina a gás, capaz de fornecer uma potência elétrica de 50 MW e com as características técnicas requeridas que permitem uma considerável redução das emissões de gás carbônico, em comparação com uma estrutura tradicional. A central possui ainda quatros depósitos de armazenamento de água quente, que permitem gerir a variação da carga térmica da rede de aquecimento urbano.

Instalada nas proximidades do centro histórico de Alba, a central foi criada para suprir uma demanda crescente da cidade e foi objeto de um estudo de impacto ambiental, destinado a evitar grandes impactos da estrutura industrial pré-fabricada em concreto e armado e os reservatórios na paisagem.

O projeto inspira-se na região montanhosa envolvente: A suavidade das colinas é retomada no desenho linear e arqueado das velas que revestem como uma membrana dupla a instalação industrial. A proximidade do rio Tanaro e das suas margens, outro elemento forte e caracterizador da zona, sugeriu a escolha das cores: verde da vegetação circundante para as seções inferiores e azul do céu para o coroamento da estrutura.

O revestimento metálico

A escolha dos revestimentos foi guiada pela vontade dos arquitetos de tornar quase impalpável a nova cortina. Por esse motivo, a escolha recaiu em diversas tipologias de revestimento suportado por vigas reticuladas; para evidenciar as velas em “telhas” que representam a grande particularidade do projeto, utilizadas para as partes laterais do complexo. São elementos de aço inoxidável ou galvanizado pré-lacado com cerca de 100 cm x 80 cm (Caïman da ArcelorMittal) montados e dispostos sobre estruturas metálicas com cerca de 100 m2, de perfil variável, num total de doze velas (seis por cada lado).

O revestimento metálico do complexo é completado por velas em chapa de alumínio microperfurado, perfiladas no local e pintadas a pó, que revestem as partes superiores do complexo, e por uma grelha metálica de malha retangular envolvente, ocultando os quatro reservatórios para o aquecimento urbano.

A seu tempo, a estrutura será também equipada com um sistema de painéis fotovoltaicos, dispostos na parte superior, para aumentar a produção de energia.

O uso do aço

O uso de um material metálico específico como o das telhas de revestimento permitiu a realização de uma arquitetura de grande impacto estético, que joga com a luz e seus reflexos. O estudo das formas do edifício e das cores permitiu integrar o projeto de um modo perspicaz no meio envolvente, quase como se ele se fundisse com o ambiente e acompanhasse as mudanças do dia e da noite.

Fotos: 1, 8 a 12 e 14 - Laura Cantarella
2 a 7 - Studio AS
13 e 15 a 20 - Andrea Raffin

Powered by aware