Contact
Subscribe to our newsleter
Free Design Software
rfq rfq

UPE -perfil europeu de abas paralelas

CARACTERÍSTICAS GERAIS


Perfis europeus.

  Tabela dos perfis europeus UPE
  Notas e fórmulas

QUALIDADES E GRAUS DO AÇO

Sistema de designação dos aços
A Norma Europeia EN 10027: 1992, em combinação com o relatório CEN CR10260, define o sistema de designação do aço. Os símbolos habituais dos aços de construção aparecem enumerados na tabela 1.

A tabela de comparação mostra a correspondência entre as designações das normas europeias e as qualidades HISTAR® com as normas americanas, canadianas, japonesas, bem como com normas anteriores de institutos nacionais europeus.

  Tabela 1
  Tabela de comparação

Aços estruturais
As qualidades disponíveis de aço de construção segundo as normas europeias, americanas e japonesas aparecem especificadas nas tabelas 2 e 3.

  Tabela 2
  Tabela 3

Nestas tabelas-resumo são indicados os requisitos principais das normas quanto às características mecânicas e à composição química das qualidades de aço. Também é possível solicitar outros tipos de aço segundo outras normas (normas canadianas CSA, por exemplo) sob pedido.

Em termos gerais, o aço fornecido tem um conteúdo de silício (Si) que oscila entre 0,15 e 0,25%, razão porque tem capacidade para formar uma capa de zinco durante a galvanização por imersão em banho quente (ver diagrama abaixo).


Espessura do revestimento de zinco em função de diferentes parâmetros.

Dado que o conteúdo em fósforo destes aços é inferior normalmente a 0,040%, não tem qualquer influência sobre a espessura final do revestimento na classe de silício considerado.

As características mecânicas dos perfis fabricados pela Arcelor podem ser optimizados mediante um controlo preciso da temperatura durante o processo de laminação. Ao contrário do que se passa com os aços obtidos mediante um processo de normalização, os aços produzidos mediante a denominada laminação termomecânica (estado de fornecimento M), caracterizam-se por apresentar melhores valores de tenacidade graças a um menor conteúdo de carbono equivalente e a uma micro-estrutura de grão fino.

No que respeita às suas propriedades tecnológicas, os aços laminados termomecanicamente possuem uma boa aptidão para a enformação a frio. Do mesmo modo que ocorre no caso dos aços convencionais para a construção, são aptos para processos de endireitamento em maçarico desde que não se ultrapassem os valores máximos de temperatura.

No caso de se fazer um recozimento para reduzir as tensões residuais, deverão ser aplicados os parâmetros habituais relativos a classe de temperatura e tempo de aquecimento. Não é possível realizar processos de enformação a quente; mas, de qualquer modo, eles são pouco habituais na fabricação de perfis.

SEGURANÇA ANTE INCÊNDIOS

COEFICIENTES MATERIAIS DO AÇO DE CONSTRUÇÃO

CONDIÇÕES DE FORNECIMENTO

Powered by aware